Categorias

Aproveite o post

Dicas

Como fortalecer a imunidade 

Como fortalecer a imunidade
Freepik

A imunidade é o sistema de defesa do nosso corpo, o principal responsável por blindar nossa saúde contra males e doenças. Com o pandemia pelo COVID 19, não teríamos momento tão propício para falar sobre como fortalecer nossa imunidade, por isso, o Duo Gourmet preparou esse post tão importante!

Imunidade é o conjunto de células, tecidos e órgãos responsáveis pela proteção e eliminação contra substâncias ou moléculas nocivas ao nosso organismo. E não há como falar de imunidade, sem falar em alimentação. Pois é através dela, principalmente, que nutrimos nosso corpo. É muito importante que possamos nos alimentar de vitaminas e minerais, além de diminuir o consumo de fontes de gordura, açúcar e industrializados. Sabemos também que podemos fortalecer nossa imunidade com remédios e suplementos, mas vamos focar neste post em alternativas naturais e muito eficazes.

Contudo, o estilo de vida saudável vai além de uma boa alimentação, assim como fazer exercícios físicos, cuidar da mente, se abster de cigarros, álcool e drogas é também de extrema importância. Sobretudo, cuidar do sono. Vamos falar melhor sobre cada um dos itens, confira!

 

Alimentação

No quesito alimentação, inúmeras questões são levantadas, e você deve levar em consideração não apenas o que você come de saudável, como o que você também come de nocivo. Por outro lado, o que você deixa de consumir também pode te prejudicar.

Por exemplo, o consumo moderado de vinho pode lhe fornecer bons nutrientes, já o de outras bebidas mais fortes e fermentadas e, em exagero, podem te prejudicar. Assim como o não consumo de nutrientes necessários, por meio de legumes, verduras e frutas, e saiba que quanto mais natural melhor.

 

Alimentos que aumentam a imunidade

Alimentos que são importantes para o bom funcionamento do sistema imunológico são ricos em ômega-3, selênio, zinco, probióticos, vitaminas A, C e E. Isso porque, eles favorecem a produção das células de defesa do organismo de forma mais eficiente. Exemplos:

Ômega-3: Encontrado na sardinha, salmão, arenque, atum, sementes de chia, nozes e linhaça;

Selênio: Encontrado nas castanhas do pará, trigo, arroz, gema de ovo, sementes de girassol, frango, pão de forma, queijo, repolho e farinha de trigo;

Zinco: Nas ostras, camarão, carne de vaca, frango, peru e peixe, fígado, gérmen de trigo, grãos integrais e frutos secos (castanha, amendoim e castanha do Pará);

Vitamina C: Nas frutas cítricas, principalmente na laranja, tangerina, abacaxi, limão, morango, melão, mamão, manga, kiwi. Mas também no brócolis, tomate, melancia e batata com casca;

Vitamina E: Nas deliciosas sementes de girassol (onde pode ser encontrada em pães integrais, e a farinha também pode ser consumida), avelã, amendoim, amêndoas, pistache, manga, azeite de oliva, molho de tomate, azeite de girassol, nozes e mamão;

Vitamina A: É encontrada na cenoura, batata doce, manga, espinafre, melão, acelga, pimentão vermelho, brócolis, alface e ovo;

Probióticos: Que são produtos alimentares que contêm microrganismos vivos, que a partir da ingestão trazem benefícios à saúde, como é o caso do iogurte natural, dos leites fermentados do tipo kefir ou Yakult, que mantém nossa boa saúde intestinal.

Mas, para se ter um sistema imune forte, mais do que simplesmente comer esses alimentos, é preciso uma regularidade.

 

Dica especial:


Daremos destaque para o própolis e o açafrão, que possuem efeitos imunomoduladores que estimulam as células do sistema imune, auxiliando no combate a várias doenças, inclusive as crônicas.

E, acima de tudo, não deixe de tomar pelo menos 2 litros de água de boa qualidade, filtrada, todos os dias.

 

Observação

Com as diversas restrições alimentares atuais, assim como pela individualidade de cada pessoa, é muito importante o aconselhamento com um profissional de nutrição para adequar a dieta à sua vida e saúde.

 

 

Exercícios físicos

A relação entre exercício físico e imunidade é bem estreita, praticar atividade física é essencial para a saúde corporal e mental. Os exercícios são uma ótima maneira de aumentar a imunidade, especialmente em tempos de quarentena. Isso porque, exercícios físicos aumentam a função das células imunes. O movimento coordenado muscular e o aumento da frequência cardíaca propicia que as células imunes saiam de seus pontos de espera, como no pulmão, baço e linfonodos, por exemplo, e atuem na controle de toxinas e doenças, e na elevação dos níveis de anticorpos no nosso corpo.

Dessa forma, você terá mais células imunes circulando pelo corpo, preparadas e prontas para auxiliar seu sistema. Mas esse efeito não dura para sempre, não basta ativá-las uma vez, por isso, a importância de se fazer exercícios regularmente, e principalmente, com a orientação de um profissional. Inclusive, por que o excesso de exercícios, ao invés de ajudar, pode prejudicar sua saúde e causar lesões.

Portanto, exercitar-se de 30 a 60 minutos por dia já é suficiente para melhorar seu sistema imunológico, o que também reduz consideravelmente o risco de doenças crônicas. Sobretudo, também auxilia no controle dos hormônios do estresse.

Finalmente, se você deseja iniciar atividades físicas na esperança de fortalecer o sistema imunológico, comece aos poucos, com uma caminhada quem sabe. Manter o peso adequado, coisa que os exercícios também ajudam, e muito, é essencial para melhorar a imunidade. Pois o excesso de peso e gordura, aumentam os níveis de toxinas do corpo, favorecendo o aparecimento de doenças como diabetes e colesterol alto, além de fragilizar o sistema imune.

 

Mente e descanso

O sono regular é um dos maiores responsáveis por fornecer energias, síntese de nutrientes e preparo por meio do descanso de todo nosso sistema imunológico, assim como os demais sistemas, para o bom funcionamento geral do nosso corpo. O ideal é que deixemos as atividades noturnas, principalmente as redes sociais, que todos amamos, pelo menos 2 horas antes de dormir. Precisamos de uma noite de sono com cerca de 7 a 8 horas.

Mas você deve estar se perguntando, e se eu dormir durante o dia? Não é a mesma coisa, pois nosso corpo possui uma espécie de relógio biológico que reconhece quando é noite, diminuindo assim a produção de vários hormônios e iniciando o produção de outros. Então, o ideal é não passar das 22 horas. Sabemos que é difícil com os hábitos da contemporaneidade, e muitos encontram dificuldades para dormir. A insônia é um dos grandes causadores de um sistema imunológico baixo. Diante disso, você pode usar de ferramentas para auxiliar no relaxamento e no sono, como a meditação, por exemplo.

Outro aliado é criar uma rotina de relaxamento antes de dormir. Como ler um livro, tomar um banho morno, tomar um chá, criar um hábito que vai trazer um maior condicionamento em seu corpo para favorecer uma boa noite de descanso. 

Sobretudo, descansar a mente e evitar o estresse consiste na chave para dormir bem e ter um bom sistema imunológico.

 

Sol

Por fim, precisamos destacar a importância de se ter uma boa higiene diariamente e tomar sol, a melhor forma de se fixar a vitamina D na pele, nos ossos e nas células, o que também fortalece nosso sistema imune e extermina muitas bactérias e microorganismos maléficos. 

Tome pelo menos 15 minutos de sol diariamente, de preferência estando com a maior parte do corpo exposto e sem uso de protetor solar. Mas calma aí, há um horário adequado para isso, porque a exposição demasiada ao sol, sem proteção, pode causar sérios danos à pele e até mesmo o câncer. O ideal é tomar sol até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas.

 

Recomendações

Depois dessas várias dicas, saiba que evitar o consumo de alimentos com agrotóxicos; fast food, frituras e alimentos industrializados é fundamental. Não tome medicamentos sem orientação médica, eles também pode te intoxicar. E portanto, tome o hábito de descascar mais e desembrulhar menos! 😉

Esperamos ter contribuído com dicas de como fortalecer a imunidade. Clicando aqui você também encontra receitas de sopas que aumentam sua imunidade, bem práticas e deliciosas!

 

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *