Categorias

Aproveite o post

Curiosidades

Chegou para ficar: a cozinha mexicana abre espaço no Brasil 

Chegou para ficar: a cozinha mexicana abre espaço no Brasil

Quando falamos em comida mexicana, quase sempre, pensamos em iguarias como guacamole, nachos, burritos e quesadillas. De fato, estes são pratos mexicanos que foram muito difundidos em outros países e caíram no gosto de muitos brasileiros. No entanto, não se deixe enganar, a cozinha mexicana vai muito além disso.

O México é o quinto maior país das Américas, com um território que abrange quase dois milhões de quilômetros quadrados e mais de 123 milhões de habitantes. Possui uma grande diversidade cultural que, é claro, reflete em sua gastronomia.

A cozinha mexicana é bastante rica, possui uma variedade de sabores e pratos carregados de histórias e tradições. Tem sua origem traçada até 8000 a.C., período em que há evidências da cultura seletiva de milho, que é hoje um dos principais ingredientes da cozinha mexicana. Além disso, possui grandes influências dos índios nativos da região e dos espanhóis desde a época das grandes navegações e sua colonização.

Em 2010, a culinária tradicional mexicana foi inscrita pela Unesco na lista de Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade. Isto porque a cozinha mexicana constitui um modelo cultural que inclui práticas agrícolas e técnicas culinárias milenares, tais como a nixtamalização do milho.

 

Características da comida mexicana

Uma das principais características da comida mexicana são os temperos fortes. Muitos pratos típicos herdaram dos índios o uso de especiarias como pimentas e pimentões. Mas aqueles que não estão acostumados ou não se dão muito bem com temperos fortes não precisam se preocupar, pois há versões de pratos com pimentas suaves.

Bastante criativa e apetitosa, a cozinha mexicana tem ganhado cada vez mais espaço entre os brasileiros. Os restaurantes especializados nessa culinária resgatam aspectos tradicionais mexicanos e investem em muita cor, tanto nas receitas quanto nas decorações de seus ambientes, em pratos fáceis de servir e degustar, alguns inclusive para comer com as mãos, como é o caso das tortillas. Tudo isso aliado ao sabor fez com que houvesse um aumento na procura de restaurantes mexicanos no Brasil.

Pensando nisso, trouxemos para você algumas curiosidades sobre esta deliciosa cozinha.

 

Principais ingredientes da cozinha mexicana

A cozinha mexicana possui fortes influências dos povos indígenas que habitavam seu território e de povos estrangeiros que chegaram com as grandes navegações e durante o período de colonização, em especial, os espanhóis. Ambos trouxeram ingredientes e técnicas de preparo do alimento que serviram como base para a cozinha mexicana atual. No entanto, podemos destacar três ingredientes que são bastante comuns em seus pratos: o milho, os feijões e as pimentas.

O milho, também chamado de maíz, é normalmente consumido fresco, em forma de tamales ou utilizado para fazer tortillas e nachos. Os feijões, ou frijoles, podem ser servidos em grãos, como um purê ou até mesmo fritos. E as pimentas, ou chili, podem ser comidas cruas ou acrescentadas em molhos para acompanhar diversos pratos.

Além desses ingredientes, também são bastante utilizados na cozinha mexicana o tomate, a cebola, o alho, o coentro, o abacate, a abóbora, a carne de boi moída, a carne de porco, o frango, o cacau e a baunilha.

 

Pratos típicos mexicanos

A cozinha mexicana possui uma grande variedade de pratos tradicionais, sendo alguns deles típicos de determinadas regiões, outros comuns em todo o país e também mais conhecidos no exterior. Entre eles, podemos citar os seguintes pratos:

Mole poblano

O mole poblano é uma iguaria típica da cidade de Puebla. É um condimento à base de cacau ou chocolate amargo, pimentas, chipotle, tomate, amêndoas, banana frita, amendoim, nozes, passas, coentro, canela, gergelim, cebola, alho, salsinha e tortillas. É normalmente servido com peru e é um prato muito comum na época do Natal. Mas também pode ser comido com outras carnes.

Guacamole

O guacamole é outra iguaria mexicana bastante conhecida em todo o mundo. É um condimento feito à base de abacate, tomate, cebola, pimenta, coentro e sal. Pode ser servido como um complemento da salada ou como molho para tortillas e nachos. Possui algumas variações em sua receita de acordo com os gostos regionais.

Tamales

Os tamales são pratos tradicionais de origem indígena muito comuns em festas de aniversário e oferendas. São preparados a partir de uma massa de milho cozido, envoltos em folhas de milho ou bananeira e recheados com frango, carne de boi, porco, vegetais, ou mesmo com frutas como abacaxi, milho ou goiaba, na versão doce. São muito parecidos com a pamonha.

Chicharrón

O chicharrón, equivalente ao nosso torresmo, se trata da pele do porco frita até ficar crocante. É um ingrediente muito utilizado em pratos regionais, como as quesadillas de chicharrón, chicharrón en salsa verde, gorditas de chicharrón, acompanhando frijoles ou então sopas.

Gorditas

Os gorditas são um tipo de tortilla recheada antes de seu preparo. A massa é feita com maíz e seus recheios variam de acordo com as regiões. São comuns os recheios com queijo, carne, frijoles, chicarrón, entre outros.

Pozole

Outro prato típico mexicano é o pozole, uma sopa ou guisado feito a partir dos grãos do milho mexicano cacahuacintle, temperado com carne de frango ou porco, abacate, alface, cebola, limão, orégano, chicharrón, pimenta, queijo cremoso e salsa roja ou verde.

Nopales

Os nopales são frutos sem espinhos de um cacto típico do México. Seu sabor é adocicado e vale destacar que são alimentos bastante saudáveis, ricos em fibra, vitaminas, especialmente as vitaminas A, C e K, e em minerais como cálcio, magnésio, potássio, ferro e cobre, muito recomendados para diabéticos e pessoas que sofrem de hipertensão. São normalmente servidos grelhados, com ou sem queijo, utilizados para fazer molhos e sobremesas.

Insetos

Algumas iguarias mexicanas consideradas por nós mais exóticas são os insetos comestíveis, que possuem alto valor nutritivo. No sul do México, a entomofagia é uma prática comum e variada. Alguns exemplos de insetos utilizados pela gastronomia mexicana são larvas, formigas e libélulas.

Estes são apenas alguns exemplos de pratos tradicionais da cozinha mexicana. Além deles, existe uma variedade de receitas típicas e adaptações que agradam a todos os gostos, desde os fãs da comida apimentada até pessoas com o paladar mais sensível. Comente qual é o seu preferido e conte para gente a sua experiência com a comida mexicana.

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *