Categorias

Aproveite o post

Curiosidades

Curiosidades sobre culinária nordestina 

Curiosidades sobre culinária nordestina
Foto: Panelinha.com.br

Rica em sabores e cores, a culinária nordestina encanta paladares pelo país inteiro, pois junto dela vem a alegria e animação arretada do povo do nordeste! A culinária tem história e muitas curiosidades e agora vamos conhecer um pouco mais sobre elas. Fique ligado!

Um bom e completo banquete nordestino tem que ter baião de dois, uma carne de sol com pirão de leite, macaxeira, ai, são delicias que não acabam mais… E as curiosidades por trás dessas delicias também!

 

A culinária nordestina

O Nordeste brasileiro corresponde a mais de 1,5 milhão de quilômetros quadrados, é heterogêneo e diversificado. Fazem parte do Nordeste a Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão. No litoral, verdadeiras pérolas da colonização, Salvador, Recife e Fortaleza se destacam e por lá as receitas típicas da região abusam de peixes e frutos do mar.

Já longe do Oceano Atlântico, encontramos uma região semiárida e o sertão nordestino, formado por um povo sofrido e guerreiro, índios, brancos e negros, uma mistura de cores e também de sabores, pois das atividades rurais da região que surgem a maioria das delícias típicas.

 

Baião de dois

Uma dessas delícias que já falamos a cima, é o baião de dois, um prato bem brasileiro, que é muito fortemente associado ao sertão nordestino. É feito de feijão, de preferência o verde de corda, um arrozinho, queijo coalho e muito tempero, nesse quesito o nordestino capricha!

Você sabe onde ele surgiu? Foi lá no “Ciará”, jeitinho nordestino de falar Ceará, e tudo porque nessa região semiárida, era um prato alternativo para durar mais, almoçava-se feijão com arroz e, aproveitando o que sobrou, no jantar preparam o baião com os dois e para melhorar acrescenta-se uma carne de sol, é simplicidade com sabor para ninguém botar defeito!

E seu nome é outra curiosidade, além de falar dos dois ingredientes principais: arroz e feijão;  faz-se também alusão a outro costume do povo nordestino, a típica música marcada pela sanfona e pela rabeca, conhecida como baião. Inclusive, temos aqui outra curiosidade, foi o pernambucano e rei do baião, Luiz Gonzaga, quem popularizou esse nome, ao cantar a música “Baião de Dois”, com o também nordestino, do Ceará, Humberto Teixeira, em meados do século XX.

 

Mocotó

Agora vamos falar de outro alimento nordestino de dar água na boca, é o aclamado mocotó, patas bovinas que são cozidas sem o casco, mas, na verdade, essa não é uma invenção do povo sertanejo, pois já era e é utilizado por muitos outros povos como uma iguaria.

Para os asiáticos, por exemplo,  era muito consumido pelos guerreiros samurais no Japão, por causa do seu alto teor energético, alguns judeus europeus usam o mocotó em uma receita chamada cholodetz, que é na verdade a gelatina do mocotó, que é servida gelada, será que é bom?

E até para os gaúchos é um belo prato, consumido como um guisado com outras partes do boi, principalmente no extremo inverno do Rio Grande do Sul.

E a etimologia da palavra, você conhece? Tem origem indígena, vem do tupi mbokotó, que significa “pata de animal” e sempre é relacionado a culinária nordestina porque possui baixo custo, mas muitas propriedades vitamínicas para a saúde.

As formas mais comuns de preparo são: o caldo de mocotó, uma sopa temperada com cebola, tomates, louro, alho e cebolinha. A segunda forma é como gelatina. Uma receita doce, que leva açúcar, canela, vinho branco (em alguns casos) e claras de ovo, que diga-se de passagem é deliciosa!

Além do mocotó, outra curiosidade na culinária nordestina, é que eles também usam outras partes do boi ou também do porco, de modo que aproveitam tudo o possível de cada animal.

E foi dessa forma, que os portugueses criaram o sarapatel, que aqui pelo nordeste, foi atualizado segundo a cultura da região, é um ensopado feito a base de tripas e vísceras de animais, onde os nordestinos acrescentaram hortelã, o que deu muito certo, comem esse ensopado com arroz e farinha de mandioca. 

 

Mandioca

Outro ingrediente bem típico da culinária nordestina é a mandioca, um vegetal que além de delicioso, é versátil e resistente, consegue crescer mesmo em meio a seca das regiões semiáridas do nordeste

. Além do mais, ela tem forte teor energético, cerca de três vezes mais calorias que a batata e ainda não possuí glúten. Pelo nordeste a versão não tóxica do vegetal é chamada de macaxeira, não é o mesmo vegetal, mas muito semelhante, ambos fazem sucesso com os sertanejos.

Na culinária nordestina a fécula da mandioca é a matéria-prima de uma comida típica dos cafés-da-manhã, a famosa tapioca, espalha-se a fécula em uma frigideira aquecida e bem rapidinho fica pronta, podendo colocar o recheio que quiser, pelo nordeste destaca-se o recheio de camarão, ou na forma doce, com coco, deliciosa!

 

Acarajé e Dendê

E não podíamos esquecer do acarajé, um bolinho de feijão, recheado dos mais vários tipos de recheios, sempre bem apimentado, onde você escolhe a “quentura”, ou seja, a quantidade de pimenta, é um ícone da cultura nordestina, principalmente do estado da Bahia.

Além é claro do azeite de Dendê, o óleo mais usado por aqui, bem denso é usado para frituras diversas e presente também em boa parte dos pratos típicos, assim como a pimenta malagueta, e ambos foram trazidos pelos africanos.

 

Influências da culinária portuguesa

Outra curiosidade da culinária nordestina, para quem não sabe, é que a maior parte dos pratos possuem influências da culinária portuguesa, por causa do período colonial. Além também de influências africanas, por causa do grande período escravagístico e influências indígenas, pela população nativa dos territórios.

E de modo geral, as receitas sempre levam vegetais, carne bovina e caprina, peixes e frutos do mar, além daquele tempero sempre caprichado. E falando de temperos, o gosto pela pimenta é quase unânime por aqui!

 

Que culinária rica e cheia de curiosidades, que trazem mais vida aos ingredientes e receitas!

No guia de seletos restaurantes do Duo Gourmet tem várias opções com cozinhas nordestinas, alguns servem aquele maravilhoso buffet de café da manhã para você se deliciar, ficou curioso? É só dar um pulinho no site e fazer a busca daquele mais perto de você.

Se ainda não é assinante, corre e baixe seu aplicativo gratuitamente pela App Store ou pela Google Play, escolha o melhor plano e aproveite! E não se esqueça do melhor, após assinar você terá direito de nos restaurantes parceiros, que são muitos espalhados pelo Brasil, de pedir um prato e ganhar outro de igual ou menor valo como cortesia, você não pode perder! 

 

Você também pode gostar de:

 

Restaurantes ao ar livre - Salvador - Duo Gourmet

Restaurantes ao ar livre em Salvador

Salvador é uma cidade tão rica em cultura e em gastronomia. É calorosa, além do sol, com os seus moradores muito receptivos. Então, nada melhor do que conhecer restaurantes ao ar livre, em Salvador, para você desfrutar da culinária, da cultura e de boas companhias…

0 comments
Culinária Portuguesa Duo Gourmet

Culinária portuguesa: conheça mais!

A gastronomia portuguesa é bastante conhecida no mundo pelas receitas de bacalhau. No entanto, vai muito além delas. A culinária portuguesa é bastante vasta e remonta tradições de dez séculos de história. Neste texto, vamos conhecer um pouco mais sobre a culinária portuguesa, sua origem,…

0 comments

Indique e Ganhe: Tudo que é bom, a gente compartilha

Duo Gourmet – Você gosta de compartilhar boas experiências? De chamar os amigos para conhecer novos lugares, experimentar pratos diferentes e viver coisas novas? Ah, claro né? Isso é tão Duo Lover!  Pensando nisso, e atendendo a demanda dos nossos queridos clientes, criamos o Indique…

0 comments

Porque assinar o Duo Gourmet?

 

assinar o Duo Gourmet

Duo Gourmet: porque assinar?

Assinar o Duo Gourmet é ter o melhor da boa gastronomia com economia na palma das mãos. Você pode aproveitar experiências incríveis nos melhores restaurantes da cidade, pedindo 2 pratos e pagando apenas 1.  Precisa de motivos para assinar o Duo Gourmet? Vem comigo que…

0 comments

R$694 de economia em cinco dias com o Duo Gourmet em SP!

Economia do Duo Gourmet: conheça a história da Ana e do Zé do @dopaoaocaviar   No post de hoje a gente já vai logo dizer a grande economia que esse casal, assinante do Duo Gourmet, conseguiu em apenas uma semana: os assustadores e incríveis R$694,00…

0 comments

Economia em restaurantes com Duo Gourmet: História de Tati e Ronan

Confira qual foi a economia em restaurantes Duo Gourmet feita por Tati e Ronan, de Ribeirão Preto! O lazer representa uma das principais despesas que mais pesa no bolso dos brasileiros. Em média, são cerca de R$ 400,00 ao mês destinados ao entretenimento. Esse valor…

0 comments

Aproveite a vida com Duo Gourmet! Aprenda economizar em restaurantes.

Apesar dos desafios e as tempestades da vida moderna, a vida é bela! E ela pode ficar ainda mais incrível quando dividimos momentos especiais com quem amamos. E muitos deles vivemos a roda de uma boa mesa, então saiba nesse texto como economizar em restaurantes!…

0 comments

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *