Molhos dão sabor e vitalidade a vários pratos. São um coringa na cozinha, queridinhos de vários chefs. Incrementam de simples receitas a elaborados menus. Dessa vez, vamos falar do famoso molho bechamel, que vem do francês béchamel (defa mel).

Primeiramente, ele é um caldo obtido através do cozimento da farinha de trigo, ou também do amido de milho, em uma porção de manteiga, onde posteriormente é misturado com leite, transformando-se em um molho bem cremoso e delicioso!

Como surgiu o molho bechamel?

Antes de irmos para a receita especificamente, um pouquinho de história vai nos ajudar a
contextualizar essa delícia da culinária. A maioria dos molhos são da época de ouro da culinária na França, nos séculos XVII e XVIII, quando as casas nobres disputavam os grandes chefes de cozinha.

Foi nessa época que os cortesões e os próprios reis se gabavam de possuir talentos para cozinhar. Em 1651, François Pierre La Varenne, considerado um dos pais da cozinha francesa clássica, publicou o Le Cuisinier François, que introduzia a técnica doroux, molho de ligação feito com manteiga e farinha de trigo, bem próximo do que conhecemos hoje como molho branco ou molho bechamel.

Mas o chef que fez o molho ganhar esse nome seria Louis Béchameil de Nointel , que era um maître do rei Luís XIV.

Assim, temos muitas receitas, algumas delas diferem o molho bechamel do molho branco, outras o consideram o mesmo. Mas o primeiro seria uma versão mais simples, do famoso ingrediente francês. No entanto, algumas receitas possuem a necessidade de a farinha ser, levemente queimada, antes de se colocar o leite.

Mas o molho deve ter a cor marfim, com uma aparência de creme, mas com sabor sem gosto de
farinha crua. E depois do cozimento, ele deve ser delicadamente temperado, levando em consideração os alimentos que vai acompanhar.

Assim, o molho bechamel é a base de muitos outros molhos, além de sopas, cremes e souflés.

Receitas do molho bechamel

Agora vamos conhecer pelo menos três receitas desse clássico da culinária francesa, mas que já
mora no coração de muito brasileiros:

1º Receita

Esta receita é uma coringa! Você pode usar como molho para filé ou frango, para
cobrir e rechear massas, para gratinar pratos e também como base molhos, como o quatro
queijos. A textura dele fica aveludada e cremosa, essa receita leva especiarias.

Ingredientes:

3 colheres de sopa de manteiga;
3 colheres de sopa de farinha de trigo;
1 litro de leite;
1 pitada de noz-moscada;
Sal e pimenta-do-reino a gosto.

Modo de preparo:

1º passo: Primeiramente, derreta a manteiga em uma panela.
2º passo: Em seguida, adicione a farinha de trigo e mexa por dois minutos até dourar levemente.
3º passo: Retire a panela do fogo e comece a bater sem parar, usando um fouet, enquanto
adiciona o leite aos poucos.
4º passo: Retorne a panela para o fogão, aumente a temperatura e continue mexendo até ferver.
5º passo: Por fim, abaixe o fogo, tempere e deixe cozinhar por volta de 10 minutos, mexa a cada dois minutos até engrossar um pouco, mas ainda ter a consistência mais líquida.
6º passo: Está pronto, agora é só saborear!

2º Receita

O grande segredo dessa receita para um molho Bechamel perfeito e mais consistente é
cozinhar bem a farinha na manteiga e também mexer sem parar, de preferência com um fouet
para não ficar grumos, essa também leva especiarias.

Ingredientes

1 colher de sopa de manteiga sem sal
1 colher de sopa de farinha de trigo
Uns 2 ou 3 copos de leite integral
1 cravo da índia
1/2 cebola pequena
1 folha de louro
1 pitada de noz-moscada
Sal a gosto

Modo de preparo

1º passo: Primeiramente, derreta a manteiga, junte a farinha e mexa bem.
2º passo: Em seguida, quando a mistura começar a secar e ficar mais sólida, vá colocando o leite aos poucos.
Sempre mexendo para não empelotar. A medida do leite varia com a espessura desejada para o
molho, mexendo sempre, até engrossar.
3° passo: Por fim, coloque a meia cebola com o cravo espetado com o louro e deixe uns 5 minutos.
4° passo: Acerte o sal e a noz-moscada

3º Receita

Essa é para os veganos ou para os que tem dieta restrita e não podem consumir
laticínios. Aqui a gente pensa em todo mundo!

Ingredientes

1 litro de leite de aveia
2 colheres (sopa) de azeite
1/2 cebola pequena picada
1 colher (chá) de araruta (ou outro amido)
2 colheres (sopa) ghee (opcional)
1 colher (chá) de sal
Pitada de noz moscada

Modo de preparo

1º passo: Separe 1/3 de xícara do leite e dissolva bem a araruta em pó (ou o amido de sua
escolha). Reserve.
2º passo: Em uma panela grande, refogue a cebola no azeite. Quando a cebola murchar, adicione
o leite de aveia e mexa com uma espátula ou colher de pau.
3º passo: Adicione o amido dissolvido no leite, o sal, a pitada de noz moscada e o ghee e continue
mexendo em fogo médio até engrossar.

Agora sirva com a massa de sua preferência!